3 de dezembro de 2014

Teatro x Cinema: Dificuldades na transição

Pra quem tem 11 anos de teatro perder os trejeitos pro cinema não é tarefa fácil.




 E eu passei por isso quando fui protagonizar o filme Cinema Mudo. Era meu primeiro filme, linguagem totalmente diferente do que estou acostumada e eu era a protagonista. Foi preciso muita dedicação e atenção ao que a diretora Sabrina Fidalgo falava.



No teatro você tá no palco com as pessoas afastadas, então você fica como uma formiguinha e os gestos e principalmente expressões tem que ser bem maiores do que o normal. Assim, como a voz tem que ser, senão o final da platéia não escuta.



A minha maior dificuldade é a expressão, sou muito expressiva desde pequetita e isso nunca me atrapalhou no teatro, muito pelo contrário. Mas meeeu amigo, quando passei a fazer cinema comecei a penar (peno até hoje), em cada personagem tenho que  me concentrar o triplo pra controlar as expressões. Pra controlar isso costumo estudar os textos na frente do espelho e fazer exercícios na frente do mesmo. Nada como a prática, o foco e a força de vontade.



Aí você me pergunta: E na televisão Luana?
A interpretação na televisão é o meio termo. Beijo!



No cinema você tem que tomar cuidado porque uma mexida no olho pode ficar exagerada na telona, na televisão você faz o casual. Como você agiria normalmente? Tv é mais nessa vibe.



Pra quem sempre pensou que atuar é só decorar o texto e ir lá. Nãooo. Tá vendo que pra cada lugar é de um jeito?
Pois é, o ator deve estar sempre estudando e se aperfeiçoando. Não é essa vida mansa e de puro glamour como muitos pensam. 



Mas quer saber? Não trocoria minha correria, minhas noites em claro gravando, minha falta de fds e feriado, testes, testes e teste, 50 milhões de não pra 1 sim que muda sua vida por nadaaaaaaaaaaaa nesse mundo.

A arte de atuar nasceu comigo e vai morrer comigo. 


© Luana Nasck - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Tatiana Freitas.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo